Ampliar imagem
Histórico
Por volta de 1839, Itapirubá serviu de palco para a cilada comandada po David Martins Canabarro, com 1200 homens, que tentou, por terra, interceptar a passagem da esquadra do Capitão Mariath, não conseguido alcançar o objetivo(Guerra dos Farrapos/ Anita e Guissepe Garibaldi).
A comunidade de Itapirubá apresenta uma característica toda especial, parte pertence a Imbituba e parte a Laguna. Os primeiros moradores foram Pedro Inácio; José Torquato; Ercílio Alves; Moisés Soares, vindo de Guaiúba e que pescava para Pittigliani de Imbituba.
A colônia de pescadores foi implantada em 1952, como z-40,já existindo no Estado uma colônia com esse número, foi mudado para z-13, passando posteriormente, suas instalações para sede do Município de Imbituba.Um dos primeiros presidentes da colônia foi Isac j. Machado.
A Capela de Nossa Senhora dos Navegantes foi construída pelo Cônego Dr. Itamar Luiz da Costa, no pico do morro. Devido as dificuldades dos mais idosos, foi reconstruída na parte baixa. Pleitiando uma Igreja Melhor para sua comunidade, a senhora Vônia Léa C. Ferreira, hoje tesoureira da Igreja,e demais moradores reiniciaram o trabalho de reconstrução da nova igreja.Em 1987 com o apoio de veranistas a igreja foi reconstruída pela terceira vez .
Balneário de renovação, atração turística preferida pelos tubaronenses, gaúchos, veranistas do norte do do Estado e do Planalto Serrano. Belas praias de vasta extensão e costões poéticos.
Itapirubá começou a ser povoado pela aglomeração de pescadores oriundos de Roça Grande, Atraídos pelos cardumes de peixes.Posteriormente, Itapirubá começou a ser descoberta por turistas de região serrana, tendo como pioneiros, as famílias Brandalise e Battistella.
Resgate Histórico de Itapirubá
Contribua com nossso Acervo Histórico, mandando fotos de Itapirubá para o email reservas@pousadadosurf.com.br.
1 2